Gestão de infraestrutura de TI: por que e como monitorar seu ambiente?

Em um contexto de intensa Transformação Digital e adoção de novas tecnologias e softwares às rotinas empresariais, precisamos falar sobre gestão da infraestrutura de TI. Afinal, estamos diante de um dos processos mais importantes para a operação de um negócio. Para chegar a essa conclusão, basta imaginar o caos provocado pelo mau funcionamento de servidores, […]

Em um contexto de intensa Transformação Digital e adoção de novas tecnologias e softwares às rotinas empresariais, precisamos falar sobre gestão da infraestrutura de TI. Afinal, estamos diante de um dos processos mais importantes para a operação de um negócio.

Para chegar a essa conclusão, basta imaginar o caos provocado pelo mau funcionamento de servidores, redes, sistemas e aplicativos. Isso, sem dúvidas, afeta a produtividade e eficiência das operações, além da satisfação dos clientes.

Diante disso, preparamos este conteúdo para sanar as principais dúvidas sobre o tema e mostrar como o apoio de uma equipe especializada faz toda a diferença no sucesso da sua empresa. Acompanhe!

O que é gestão de infraestrutura de TI?

Indo direto ao ponto, a gestão de infraestrutura de TI é uma atividade que visa garantir o bom funcionamento de todos os recursos tecnológicos de uma empresa. Assim, ela inclui:

  • servidores;
  • redes;
  • data centers;
  • sistemas;
  • aplicativos;
  • dispositivos e outros.

Para que isso seja possível, é preciso investir em vários processos e atividades. Aliás, essa complexidade é um dos maiores dificultadores da internalização dessa responsabilidade, pois dificilmente uma empresa tem os profissionais e a experiência necessárias para realizar:

  • monitoramento do ambiente de TI;
  • manutenção preventiva e corretiva dos equipamentos;
  • atualização de software e hardware;
  • implementação de novas soluções tecnológicas;
  • e suporte aos usuários.

Por que seu negócio precisa da gestão de infraestrutura de TI?

Segundo a IDC, o mercado de infraestrutura de TI deve crescer, anualmente, 12,9% até 2025. Esse dado é um forte indicador de que as empresas estão mais atentas à importância da digitalização de processos e, claro, à gestão de todos os ativos envolvidos.

É interessante dizer que os gestores estão visualizando como a gestão de infraestrutura de TI é vital para extrair todo o potencial das tecnologias existentes e gerar valor ao negócio. Mas isso não é tudo!

Existem outros pontos que justificam essa preocupação dos negócios com a qualidade da gestão do ambiente de TI. Vejamos!

Aumenta a produtividade dos colaboradores

Uma boa gestão de infraestrutura de TI garante o adequado funcionamento de todos os ativos tecnológicos da empresa. Dessa forma, com mais eficiência operacional, os colaboradores conseguem trabalhar de forma mais produtiva, sem interrupções e perda de tempo com problemas técnicos.

Reforça a segurança da informação

A gestão de infraestrutura de TI também é fundamental para garantir a segurança da informação. Isso porque, com o aumento dos ciberataques, é fundamental garantir a atualização dos sistemas e sua proteção contra ransonware e outras ameaças.

Você sabia que o Brasil é o segundo país da América Latina que mais sofreu com a ação dos hackers em 2022? Foram mais de 100 bilhões de tentativas, o que representa um aumento de 16% quando comparamos com o ano anterior.

Reduz custos e aumenta a eficiência

Com a gestão de infraestrutura de TI, as empresas podem identificar e solucionar problemas antes que eles se tornem críticos. Dessa forma, conseguem evitar prejuízos e reduzir os custos de manutenção.

Além disso, uma boa gestão do ambiente ajuda a rastrear oportunidades de otimização e automação de processos. Em um contexto de digitalização, a automação é um passo indispensável para ampliar a eficiência operacional.

Como monitorar seu ambiente e ser mais produtivo e eficiente?

Não é novidade para nenhum gestor que o ambiente empresarial está cada vez digital. Assim, a TI tem se transformado em uma área estratégica, indispensável para a produtividade, eficiência e lucros do negócio.

Porém, essa transição veio acompanhada de alguns obstáculos. Afinal, como monitorar e gerenciar infraestruturas cada vez maiores e complexas e, especialmente, em um cenário de ameaças constantes?

Sem dúvidas, esse é um dos maiores desafios das organizações contemporâneas. Isso porque, a maioria delas não têm conhecimento, recursos e preparo para administrar tamanha complexidade. A boa notícia é que existe uma solução!

Muitos gestores estão investindo na terceirização como uma alternativa estratégica, conquistando diferenciais importantes para o seu crescimento. Prova disso é que, de acordo com a Deloitte72% das empresas terceirizam ao menos uma função de TI. Além disso, as 3 áreas com maior índice de terceirização são:

  • Helpdesk,
  • Suporte
  • Serviços de infraestrutura.

O motivo é simples: uma área tão técnica e importante requer uma gestão eficiente, um time especializado e ferramentas e processos bem definidos. Com isso, fica mais fácil identificar e solucionar problemas de forma proativa, evitando prejuízos e aumentando a disponibilidade e confiabilidade dos recursos de TI.

Quais as vantagens de terceirizar a gestão de infraestrutura de TI?

Como vimos, o outsourcing é uma saída inteligente e altamente estratégica quando o objetivo é garantir a melhor gestão de infraestrutura de TI. Isso porque, essa decisão soluciona diversos problemas e agrega uma série de vantagens.

Toda empresa que visa implementar um ambiente de trabalho digital e aproveitar o potencial da tecnologia a favor de seus resultados precisa pensar sobre o assunto. Se você ainda está em dúvidas sobre o retorno que isso pode gerar, vale a pena conferir!

Redução de custos

Ao transferir a responsabilidade da gestão de TI para um parceiro, é possível reduzir uma série de custos operacionais, como:

Além disso, a terceirização ajuda a “enxugar” a infraestrutura, reduzindo os custos com espaço, energia e monitoramento do ambiente.

Gestão por especialistas

Quem investe na terceirização passa a contar com um time de especialistas experientes na gestão de infraestrutura de TI. Assim, é possível observar um salto na qualidade dos processos, o que gera impactos no cliente final do negócio.

Foco no core business

Como o esforço técnico e operacional demandado pela TI será despendido pelo parceiro, as equipes internas da empresa ficam mais livres para se concentrar em suas atividades principais. Ou seja, elas deixam de se preocupar com questões burocráticas e focam naquilo que sabem fazer de melhor.

Serviços flexíveis e personalizados

Um parceiro de TI deve oferecer serviços flexíveis, que podem ser adaptados às necessidades de cada cliente. Dessa forma, é possível contratar os serviços conforme a demanda e evitar o desperdício de recursos e a ociosidade de ativos.

Em outras palavras, você pode avaliar seu dia a dia e identificar os processos que merecem ser transferidos para a empresa, como o monitoramento 24×7 e o suporte a desktops, por exemplo.

Deixe sua TI nas mãos de especialistas de verdade!

Ao longo do texto, ficou claro que a gestão de infraestrutura de TI é um processo vital para os negócios modernos. A partir dela, é possível otimizar o uso dos recursos tecnológicos, transformando-os em elementos estratégicos para gerar valor e aumentar a competitividade no mercado.

Contudo, por se tratar de uma área técnica e bastante complexa, a gestão de infraestrutura de TI requer uma expertise e um conhecimento avançado que nem todas as empresas dispõem. Mas você pode contar com a InterOp para continuar crescendo!

Somos uma empresa especializada, com destaque no mercado pela excelência do serviço prestado. Com mais de 30 anos de experiência, garantimos contratos personalizados para as suas necessidades, com a confiabilidade de quem atua em diversos segmentos.

Então, se você está buscando por uma solução de terceirização sob medida para o seu negócio, entre em contato com nossa equipe e conheça os nossos diferenciais!